Segunda, 17 de Dezembro de 2018
Por Jarbas Aragão  |  Categoria: Religião  |  Fonte: Gospel Prime
Quinta, 21 de Junho de 2018 - 12:05
A+ A A-

Perseguição

Após sessões de tortura, pastor chinês sai da prisão louvando a Deus

Yang Hua está seriamente doente, mas sofrimento não abalou sua fé

Um pastor chinês da província de Guizhou, China, que foi torturado pelas autoridades para confessar acusações de espionagem, foi libertado da prisão nesta terça-feira (19). Yang Hua, da Igreja Pedra Viva, saiu do local louvando a Deus quando foi liberado, após dois anos e meio de cárcere.

Nenhuma das acusações foram provadas. A Missão Christian Solidarity Worldwide (CSW) explica que Yang voltou para casa, mas está sofrendo de vários problemas de saúde e precisa de tratamento.

O pastor foi preso em dezembro de 2015, acusado de espionagem contra o Partido Comunista. Na ocasião, sua igreja foi invadida e fechada. O computador da igreja foi confiscado e suas contas bancárias, congeladas.

O advogado Zhao Yonglin, que defendeu o religioso, denunciou em janeiro de 2017 que Yang havia sido torturado na prisão. Su Tianfu, outro líder da mesma igreja, foi detido e ambos foram multados em mais de U$ 1 milhão por “arrecadação de doações ilegais dos membros da congregação”. Eles sempre argumentaram que o dinheiro era dado livremente pelos crentes.

Mervyn Thomas, diretor executivo da CSW afirmou: “Estamos extremamente preocupados com a opressão das autoridades sobre comunidades religiosas independentes na China, em particular o uso de detenções arbitrárias e tortura para pressionar os líderes religiosos a interromperem suas atividades”, acrescentou.

A missão ChinaAid forneceu mais detalhes sobre a libertação de Yang, observando que, por conta das agressões sofridas na prisão, o pastor contraiu vasculite – inflamação de vasos sanguíneos – o que o deixou incapacitado de andar. Por falta de higiene básica, enquanto estava preso, ele também contraiu diabetes.

Nada disso parece ter abalado sua fé. Sua esposa, Wang Hongwu, testemunha que o pastor “começou a cantar em alta voz após sua libertação”, apesar de tudo o que ele passou. “Embora meu marido tenha experimentado a desgraça, sua crença permanece firme”, acrescentou. 


Com informações Christian Post

Siga o CanaãBRASIL no Twitter e no Facebook  

LEIA TAMBÉM

DEIXE SEU COMENTÁRIO

* E-mail:
* Senha:
Seja o primeiro a comentar esta matéria!

AS MAIS LIDAS

ÚLTIMAS