Sexta, 20 de Outubro de 2017
Por Redação  |  Categoria: Diário  |  Fonte: Gatestone Institute
Terça, 18 de Julho de 2017 - 17:59
A+ A A-

Terror

Qatar e Arábia Saudita querem islamizar uma das maiores catedrais da Europa

Os islâmicos franceses estão sonhando em conquistar e substituir os sinos das igrejas pelo Adhan "chamado muçulmano".

Os muçulmanos parecem ter fantasias – essa é uma longa história - de converter locais cristãos em islâmicos. Tomemos, por exemplo, Saint-Denis, a catedral gótica nomeada pelo primeiro bispo cristão de Paris, enterrado lá em 250 da era cristã. No mesmo local, também, repousa os restos mortais de Charles Martel, cuja vitória impediu a invasão muçulmana da França em 732 da era cristã. De acordo com o estudioso Gilles Kepel, o local onde é sepultado a maioria dos reis e rainhas da França é "a Meca no Islã da França". Os islâmicos franceses estão sonhando em conquistar e substituir os sinos das igrejas pelo Adhan “chamado muçulmano”.

Agora é a vez do maior local católico da Espanha, a Catedral de Córdoba. Os "esquerdistas" e os secularistas espanhóis gostariam, agora, de converter ao Islã a catedral de Córdoba, símbolo de uma época em que "o Islã estava à beira de transformar o Mediterrâneo em um Lago Muçulmano ". Agora que o Islã está novamente conquistando grandes extensões do Oriente Médio e da África, não é uma coincidência que essa campanha esteja ganhando terreno?

pergunta sobre a catedral de Córdoba agora na boca de todos é: Quem financiará a campanha de islamização dos locais cristãos? A resposta é: o Qatar. O emirado apoia a campanha das organizações islâmicas para converter igrejas ao islamismo. O Oriente Médio está cheio de igrejas transformadas em mesquitas, como o Omayyad de Damasco, Ibn Tulun do Cairo e a Catedral de Hagia Sophia em Istambul. Os islâmicos estão ansiosos para fazer o mesmo em Córdoba. A Igreja Católica tomou posição. Como o bispo de Córdoba, Demetrio Fernández, disse : "compartilhar o espaço (Catedral de Córdoba) com os muçulmanos seria como um homem que compartilhava sua esposa com outro homem".

Um analista do Instituto Espanhol de Estudos Estratégicos do Ministério da Defesa, o coronel Emilio Sánchez de Rojas, recentemente deu uma palestra na qual ele explicou que Córdoba é "uma referência para o Islã". Ele acusou o Qatar e a Arábia Saudita de "campanhas de influência no Ocidente" e " fonte de financiamento da campanha para a islamização da Catedral em Córdoba".

Se os islâmicos apoiados pelos militantes seculares, trouxerem Allah para dentro da Catedral de Córdoba, um tsunami do supremacismo islâmico irá submergir no decadente cristianismo da Europa. Existem milhares de igrejas vazias apenas esperando para serem preenchidas pelas vozes dos muçulmanos.

Com informações Gatestone Institute

Siga o CanaãBRASIL no Twitter e no Facebook  

LEIA TAMBÉM

DEIXE SEU COMENTÁRIO

* E-mail:
* Senha:
Seja o primeiro a comentar esta matéria!